quinta-feira, 28 de agosto de 2014

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

JANELA PARA FLORESTA

CLIC NA FOTO PARA AMPLIAR

terça-feira, 26 de agosto de 2014

FLORESTA ESTADUAL NAVARRO DE ANDRADE

CLIC NA FOTO PARA AMPLIAR

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

FUTURAS ORQUÍDEAS

CLIC NA FOTO PARA AMPLIAR
 
Tudo que se passa no onde vivemos é em nós que se passa.
Tudo que cessa no que vemos é em nós que cessa.
Fernando Pessoa

domingo, 24 de agosto de 2014

FOLHAS

CLIC NA FOTO PARA AMPLIAR
 
 
na dança do vento
bailam folhas mortas
eólica valsa circular
espiralada
feito caracol gigante

folhas são nômades
vagam sem rumo certo
amontoam-se ao pé
de árvores torcidas
tecem o húmus da terra
adormecem em cinzas esfalfadas
onde jaz o calor da espera

Úrsula Avner

sábado, 23 de agosto de 2014

ABUTILON MEGAPATAMICUM

CLIC NA FOTO PARA AMPLIAR
 
 

Lanterna-japonesa - Abutilon megapotamicum

A Lanterna-japonesa (Abutilon megapotamicum) é um arbusto da família Malvaceae, também conhecida como Sininho, Lanterna-chinesa, Chapéu-de-cardeal e Lanterninha-japonesa.

Características

A Lanterna-japonesa é um arbusto de textura semi-lenhosa, de ramagem ramificada e escandente, que pode alcançar de 2 a 3 metros de altura quando conduzido sobre um suporte adequado. Apresenta folhas cordiformes, alongadas e verdes, com margens serrilhadas.
As flores têm um formato peculiar, são popularmente comparadas a sinos, lanternas-japonesa e balões. Elas apresentam cálice vermelho, pétalas amarelas, e são pendentes. Ocorrem variedades de flores róseas e alaranjadas também, resultantes de hibridizações, assim como plantas de folhas variegadas de amarelo.
Sua utilização paisagística é ampla, podendo ser plantado isolado ou em grupos, maciços ou renques. Adapta-se ao plantio em vasos, e principalmente em cestas suspensas evidenciando as flores pendentes. Também pode ser conduzido como trepadeira, através de amarrios, sobre suportes adequados, como treliças e cercas. Suas flores produzem néctar e são atrativas para beija-flores, abelhas e borboletas.

Época de frutificação e florada

A floração pode se estender durante todo o ano de forma esparsa, mas é mais intensa na primavera e verão.

Cultivo

Deve ser cultivado sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado a intervalos regulares. Aprecia o clima ameno, podendo ser cultivado em regiões subtropicais, mediterrâneas ou tropicais de altitude. Para obter uma folhagem mais compacta e conduzir a forma da planta, podemos realizar podas anuais. Adubações semestrais estimulam intensas florações. Multiplica-se por estaquia.

Aves mais atraídas pela planta

Beija-flores, cambacicas entre outros…

Ocorrência natural

Natural do Brasil.

Referências

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

JANELA DE OURO PRETO

 
CLIC NA FOTO PARA AMPLIAR